Conheça a Fundação
Comunicados e notas

Com Raupp, a ciência nacional seguirá avançando

Fundação Maurício Grabois Publicado em 24.01.2012

A Fundação Maurício Grabois publicou hoje (24/01) comunicado saudando a posse do novo ministro da Ciência, Tecnologia e Inovação, Marco Antônio Raupp. Amigo das forças democráticas e progressistas, Raupp já esteve presente em diversas iniciativas da Fundação Maurício Grabois. Veja abaixo a íntegra da nota.

Com Raupp, a ciência nacional seguirá avançando
 

- Nota da Fundação Maurício Grabois -


A Fundação Maurício Grabois saúda a indicação do professor Marco Antônio Raupp para o Ministério da Ciência, Tecnologia e Inovação (MCTI). Manifestamos a convicção de que, com a escolha desse renomado cientista, a presidenta Dilma faz nova opção em favor da ciência e do desenvolvimento nacional.


Graduado em Física e PhD em Matemática pela Universidade de Chicago, Raupp assumiu – sempre com muita competência e profissionalismo – variadas responsabilidades em entidades de renome na ciência nacional. Quando na direção de instituições como IPRJ/Uerj, LNCC e Inpe, deu valiosa contribuição para o desenvolvimento científico-tecnológico em áreas chave para o país.


Pessoa de grande prestígio e experiência, profundo conhecedor dos problemas e desafios da área, Raupp também teve participação destacada nas entidades representativas dos cientistas brasileiros. Foi presidente da Sociedade Brasileira de Matemática Aplicada e Computacional (SBMAC) e da Sociedade Brasileira para o Progresso da Ciência (SBPC). Foi ainda membro do Conselho Nacional da Ciência e Tecnologia, diretor do Parque Tecnológico de São José dos Campos e presidente da Agência Espacial Brasileira (AEB), sempre revelando seu profundo comprometimento com a ciência nacional.


A escolha desse grande patriota representa a opção por passos ainda mais ousados em uma área crucial para a efetiva realização de um novo projeto de desenvolvimento. Com Raupp o país poderá galgar novas posições no cenário científico mundial, conquistando avanços não apenas nas áreas de ciência básica e aplicada, mas também no estratégico setor de tecnologia e, sobretudo, na importante tarefa de transformar o conhecimento acadêmico em riqueza econômica e justiça social, um dos grandes desafios do Brasil.

São Paulo, 24 de janeiro de 2012.