Conheça a Fundação
Comunicados e notas

Fundação Maurício Grabois expressa condolências pela morte de Marco Aurélio Garcia

Redação Publicado em 20.07.2017

Leia a nota de pesar de Renato Rabelo, presidente da Fundação Maurício Grabois, pela morte de Marco Aurélio Garcia, recentemente presente na oficina de fundações ocorrida na sede do PCdoB.

Marco Aurélio debate alternativas para o país durante a oficina de fundações, na última sexta (14) Foto: Cezar Xavier

Marco Aurélio Garcia morre aos 76 anos

Fundação Perseu Abramo lamenta a perda de Marco Aurélio Garcia

Instituto Lula emite nota de pesar por Marco Aurélio Garcia

Marco Aurélio fará muita falta para o PT e para o Brasil

Construir o amanhã, derradeira preocupação de Marco Aurélio Garcia

A Fundação Maurício Grabois em face do falecimento de Marco Aurélio Garcia expressa nossos sentimentos e condolências aos companheiros do Partido dos Trabalhadores (PT), do qual ele foi um dos fundadores, aos integrantes da Fundação Perseu Abramo, instituição a qual também ele pertencia, bem como aos seus familiares.

Com uma trajetória longa de militância que se remonta aos anos 1960 quando foi vice-presidente da União Nacional dos Estudantes (UNE), Marco Aurélio Garcia deixa ao Brasil e ao povo brasileiro, a quem tanto amou e por quem tanto lutou, um legado de ideias, realizações e batalhas que seguirão alimentando os ânimos e as convicções de todos e todas que integram a jornada pela construção de um Brasil democrático, soberano e de progresso social. Um Brasil integrado, de modo solidário, com os países latino-americanos. Integração pela qual Marco Aurélio tanto trabalhou nos governos Lula e Dilma.

No último dia 14 de julho, Marco Aurélio Garcia, com o empenho militante que o caracterizava, participou, no auditório da sede nacional do PCdoB, na cidade de São Paulo, de uma Oficina sobre os desafios das forças de esquerda neste cenário de pós-golpe de Estado. Evento este realizado pelas fundações: Perseu Abramo, Maurício Grabois e Leonel Brizola-Alberto Pasqualini.

Para nós que participamos desse evento, mais uma vez, e não imaginávamos que seria última, tivemos a oportunidade de ouvi-lo defendendo com convicção suas ideias progressistas acerca da grande tarefa de retirar o país da atual crise e dialogando, com tolerância e diplomacia, com as ideias diferentes ou divergentes das que ali pontuava.

São Paulo, 20 de julho de 2017

Renato Rabelo

Presidente da Fundação Maurício Grabois