Artigos

A Rússia tem provas de que os "rebeldes" fizeram "aquilo"

Coletivo de tradutores Vila Vudu Publicado em 27.08.2013

O coletivo de tradutores Vila Vudu destaca uma coluna inusitada do conservador Paul Craig Roberts revelando que a Rússia já mostrou aos EUA que a situação vai ficar desagradável para o Ocidente se insistirem na invasão na Síria.

Paul Craig Roberts parece doido, mas não é doido.

Afinal, nunca passou de liberal. Mas é liberal do tipo que despreza a imprensa-empresa (chama-a de ‘presstitute’, onde “press” é “imprensa” em ing., e o resto traduz-se facilmente) e que se sente sinceramente indignado com o que vê acontecer no mundo — sem tomar conhecimento do que a imprensa-empresa tente inventar.

E se há coisa que não existe no Brasil é a indignação REAL de liberais REAIS: no Brasil, os liberais são “de segunda mão” (grande Roberto Schwarz!) e a respectiva ‘indignação ética’, idem. No Brasil, o que mais tem é ‘ético’ fascista metido a liberal, como D. Eliane ‘Navio Negreiro’ Cantanhede, e só esses têm voz nos veículos da imprensa-empresa local.

Então, PCR assusta os habituados à escrita ‘jornalística’ que se faz de ‘isenta’. Mas ele é, sim, é muuuito bem informado (por isso o acompanhamos e traduzimos seguidamente).

Ontem, PCR escreveu — e traduzimos — que os EUA temem que os inspetores da ONU descubram as pegadas dos EUA e seus aliados no ataque com armas químicas, na Síria. Parece coisa de doido (ou de esquerdista-doente-infantil). Afinal, os EUA & aliados nuuunca fariam tal coisa — como reza a ‘ciência’ de panacas como William Waack e Demétrio Magnoli.

Hoje, pelo Facebook, Pepe Escobar distribuiu a seguinte mensagem:

MUITO IMPORTANTE: A RÚSSIA TEM PROVAS DE QUE OS ‘REBELDES’ FIZERAM ‘AQUILO’

Khalil Harb, do jornal As-Safir, acaba de confirmar há alguns minutos, para o jornalista Claudio Gallo, meu grande amigo, o que foi publicado há dois dias, em árabe, citando uma fonte russa.

Segundo a fonte, o embaixador da Rússia no Conselho de Segurança da ONU, Vitaly Churkin, já apresentou provas conclusivas (documentos e imagens de satélites russos) de dois foguetes carregados com produtos químicos, disparados de Douma, área ocupada pelos ‘rebeldes’ sírios, que explodiram em East Ghouta. Morreram ‘rebeldes’, além de civis – inclusive aquelas crianças que aparecem nas capas dos jornais e revistas da imprensa-empresa ocidental. A prova é conclusiva, diz a fonte russa. O próprio Lavrov, ontem, já dera indicações de que havia algo importante. Por isso, precisamente, não há resolução do Conselho de Segurança da ONU contra a Síria. E por isso, precisamente, Washington não quer que os inspetores descubram coisa alguma.

E isso, precisamente, foi o que Paul Craig Roberts escreveu em sua coluna, ontem. Acertou, na mosca.