Notícias

Morre o filósofo marxista Domenico Losurdo

Redação Publicado em 28.06.2018

Na manhã desta quinta-feira (28), o mundo perdeu um de seus grandes pensadores. O filósofo Domenico Losurdo morreu na Itália aos 77 anos. A família divulgou apenas que a morte foi em decorrência de “uma doença incurável recentemente descoberta”.

Losurdo, ao centro, com membros do Comitê Central do PCdoB Foto: Cezar Xavier

CONHEÇA O ESPECIAL DA FUNDAÇÃO MAURÍCIO GRABOIS SOBRE DOMENICO LOSURDO

Losurdo foi um dos maiores pensadores dos estudos marxistas e da obra de Gramsci. Dedicou sua carreira acadêmica à produção política em defesa de um pensamento plural e libertador. Em seus últimos anos, lecionou na Universidade de Urbino, na Itália.

Uma relação sólida com o PCdoB e a Grabois

 
Losurdo em conversa com o presidente da Fundação Maurício Grabois, Renato Rabelo, em sua visita ao Brasil em 2017. (Foto: Cezar Xavier)

Há mais de 12 anos, entre Domenico Losurdo e o Partido Comunista do Brasil e sua Fundação Maurício Grabois, se estabeleceu uma relação política elevada que resultou numa rica agenda de seminários e debates em várias cidades do Brasil (São Paulo, Rio de Janeiro, São Luís, Florianópolis, Campinas, Santo André), e também em publicações.

Em parceria com a editora Anita Garibaldi, a Fundação Maurício Grabois foram publicadas as seguintes obras: Liberalismo – entre civilização e barbárie (2006); O pecado original do século XX (2013), Marx e o balanço histórico do século XX (2015) e A esquerda ausente (2016). A Fundação também apoiou a editora Boitempo na mais recente publicação de Losurdo no Brasil: O marxismo ocidental - como nasceu, como morreu, como pode renascer (2018).

Losurdo foi o principal convidado da Fundação Maurício Grabois em eventos emblemáticos, tais como o seminário alusivo ao centenário da Revolução Russa  e aos 95 anos do Partido Comunista do Brasil (2017). Nos dois últimos títulos publicados pela editora Anita Garibaldi/Fundação Maurício Grabois, há ensaios do filósofo italiano. Em 100 anos da Revolução Russa – legados e lições (download gratuito), ele contribuiu com Revolução de Outubro e a Democracia no Mundo; e em Karl Marx – Desbravar um Mundo Novo no Século XXI, foi publicado o artigo O individualismo e seus críticos.

Losurdo também concedeu várias entrevistas exclusivas à revista Princípios e também aos portais Grabois/Vermelho. 

Leia a entrevista: Domênico Losurdo: o pecado imperialista

Marxismo e anti-imperialismo

Sempre coerente, a filosofia política de Losurdo e sua contextualização cuidadosa do pensamento filosófico em seu tempo histórico foi impulsionada principalmente pela crítica radical ao liberalismo, ao capitalismo e ao colonialismo.

Um pensador de seu tempo, Losurdo dedicou-se também a investigar questões políticas contemporâneas, prova disso, é seu último livro que acabou de chegar no Brasil, “O Marxismo Ocidental”. Nesta obra, o filósofo contou a parábola do marxismo ocidental: seu nascimento, sua evolução e sua queda.

Trata-se de uma publicação polêmica e combativa, que pode ser considerada uma espécie de acerto de contas com o percurso do marxismo ocidental, repassando toda a sua trajetória até suas figuras atuais, como Slavoj Žižek, David Harvey, Alain Badiou, Giorgio Agamben e Antonio Negri, sem deixar de visitar pensadores já clássicos como Theodor W. Adorno, Max Horkheimer, György Lukács, Herbert Marcuse, Louis Althusser, Ernst Bloch e Jean-Paul Sartre.

Intelectuais e pensadores de diversas partes do mundo estão publicando mensagens em homenagem ao filósofo que dedicou a vida ao pensamento marxista e à militância comunista.

Bibliografia

Autor de uma obra monumental, eis os títulos publicados no Brasil:

Hegel, Marx e a Tradição Liberal. Editora Unesp, 1998.
Democracia ou bonapartismo. Editora Unesp, 2004.
Fuga da História? Editora Revan, 2004.
Liberalismo. Entre civilização e barbárie. Editora Anita Garibaldi, 2006.
Contra-História do Liberalismo. Editora Ideias & Letras, 2006.
Antonio Gramsci - Do Liberalismo ao Comunismo Crítico. Editora Revan, 2006.
Nietzsche - O Rebelde Aristocrata. Editora Revan, 2009.
A Linguagem do Império. Editora Boitempo, 2010.
Stalin - História crítica de uma lenda negra. Editora Revan, 2010.
A Não Violência - Uma história fora do mito. Editora Revan, 2012.
O pecado original do século XX. Editora Anita Garibaldi, 2013.
A Hipocondria do Antipolítico. Editora Revan, 2014.
Autocensura e Compromisso no pensamento de Kant. Editora Ideias & Letras, 2015.
A luta de classes: uma história política e filosófica. Editora Boitempo, 2015.
Marx e o balanço histórico do século 20. Editora Anita Garibaldi, 2015.
Nietzsche e a crítica da Modernidade. Editora Ideias & Letras, 2016.
A Esquerda Ausente. Editora Anita Garibaldi, 2016.
Guerra e Revolução - o mundo um século após outubro de 1917. Editora Boitempo, (2017)
O marxismo ocidental - como nasceu, como morreu, como pode renascer. Editora Boitempo, (2018)