Prosa@Poesia

A passeata na avenida

Bruno Pena Publicado em 03.02.2009

*

Lá vem... os estudantes chegando,
imponentes, um ao outro se enlaça,
sobre a avenida, a passeata, passa
Irreverente corrente que segue marchando.

Avançam em um coro que pede,
novas manhãs de sol e socialismo,
novos rumos que nos sirva de batismo.
Enquanto isso, o passo, firme, não cede.

Graciosos, seguem decididos,
observados, de longe, por olhares compridos,
ultimatos de belas meninas que passam.

Vai terminando o movimento,
então, aos poucos, finda-se o momento.
A passeata logo pára. A luta... nunca!


Bruno Pena
Diretor de Comunicação da Direção Estadual da UJS de Goiás
Diretor de Universidades Particulares da UEE-GO