Prosa@Poesia

Papo Sapere

Italo Bianchi Publicado em 20.09.2007

Anteprojeto de criação de um núcleo de debates em alto nível sobre questões sociais e culturais inerentes à nossa região (Recife/ Pernambuco/Nordeste).<BR>

Premissas:

1. O termo sapere é uma proposta para denominar todos os produtos culturais da Faculdade Maurício de Nassau. Trata-se de um verbo latino (saber) que reputamos adequado para caracterizar todas as iniciativas de extensão de conhecimentos (revistas, coleção de livros, house organs, concursos, etc.).

2. No caso específico, a combinação do termo erudito sapere com a expressão coloquial papo pretende configurar um produto que, apesar de seu conteúdo de alto nível, seja conduzido, formalmente, de maneira descontraída. O propósito disso é que os membros do núcleo se sintam estimulados (e agradecidos) a entabular as discussões sem ter que cair nas formalidades acadêmicas.


Origem, formato e finalidades

      A proposta do Papo Sapere tem, como fonte de inspiração, duas antigas instituições informais que nasceram na França na metade do século 19, em pleno período de dominância do Romantismo. Uma se chamava Café Littéraire e a outra Café Artistique. A forma de atuação era aproximadamente a seguinte: a pretexto de tomar um café (bastante incrementado com iguarias) reuniam-se, periodicamente, escritores ou artistas, críticos, jornalistas e outros intelectuais – formando uma espécie de clube privilegiado – para debater assuntos inerentes às suas atividades. Com o passar dos anos, acontecendo novos eventos políticos, sociais e ideológicos, os Cafés que já tinham invadido todos os paises da Europa, deixaram de existir, voltaram a existir e, obviamente, modificaram, diversas vezes, o seu formato e a sua abrangência.

       Entendemos que a elaboração do formato do nosso Papo Sapere deverá ser desenvolvido por um grupo de trabalho da Faculdade. Essa comissão terá em vista, basicamente, formar uma pequena comunidade de intelectuais que prestam seus serviços à FMN, reunidos com outros membros que trabalham em outras instituições culturais, incluindo jornalistas de elite (editores e colunistas). O grupo de trabalho deverá definir a periodicidade das reuniões, a quantidade-limite de seus membros, os critérios para formular os convites... inclusive a originalidade de um lanche para entreter os convidados e acrescentar um charme como acontecia nos antigos cafés literários.

      Os temas a serem debatidos – conforme sugerido na abertura desse anteprojeto – deverão ser de candente atualidade (exemplos: delinqüência juvenil, exploração sexual de menores, índices de analfabetismo, etc.).

      Entre as finalidades e os efeitos previsíveis da instituição e da continuidade do Papo Sapere podem-se elencar:

1. Os membros do grupo, devido ao seu prestígio nas diversas áreas de estudos e de comunicação deverão tornar-se porta-vozes e, portanto, divulgadores dos conteúdos dos debates, a nível universitário;

2. devido às aparências de sua jovialidade, os assuntos debatidos deverão também ganhar espaço na opinião pública em geral, refletindo a já notória admiração pela Faculdade Maurício de Nassau, e, finalmente,

3. a “popularização” deste formato deverá agregar mais status aos corpos docente e discente, somando-se às freqüentes iniciativas que caracterizam o comportamento inovador da Faculdade.



- Este anteprojeto foi elaborado por Italo Bianchi, baseado numa sugestão do prof. Inácio Feitosa.