Prosa@Poesia

O percurso da dor

Cida Pedrosa Publicado em 23.05.2007

*

A intimidade exposta à mesa
baila entre artigos
e esbarra na mesa fria

a lei tem filhos
e passeia no recreio

como falar de liberdade
com esta cerca em tua sala?

dentro dos lares a dor tem cara de chocolate
se espalha entre os brinquedos

ontem ela sorriu
pediu socorro ao vizinho
que continuou capinando o jardim

a dor se recolheu ao quarto
indivisível
intransponível

na rua
ela passeia por corredores
termos de declaração
de mão em mão

a vida é quente
não cabe nos gabinetes bolorentos

a lei é míope
e o algoz usa lente de contato