Prosa@Poesia

Só faltou a cicuta

Maria Aparecida D. Motta Publicado em 16.03.2016

Entre tantos outros, antes de Lula, Atenas condenou Sócrates. Antes e depois dele – tantos outros – de Mandela, Allende a Chê...

Não se espante,

meu irmão,

porque os dominantes

nunca dormiram

desde os primórdios

da sociedade

humana.

       

Não se espante,

meu irmão,

porque sempre

se alternaram,

aos tempos de bonança,

as forças de ferro

dos que dominam.

 

Entre tantos outros,

antes de Lula,

Atenas condenou

Sócrates.

Antes e depois dele –

tantos outros –

de Mandela, Allende

a Chê...

a justiça justiceira

não julga,

condena.

 

E assim,

nossa história

émais uma vez

repetida usando

a máscara do disfarce.

 

Tempos obscuros,

de mordaça,

meu irmão,

em 10 de março

só faltou a cicuta,

mas veio a socrática

condenação.

 

São Paulo, 11 de março de 2016.