Prosa@Poesia

Um olhar feminino sobre a União Soviética

Svetlana Boríssova Publicado em 15.02.2017

Fotógrafo Vsevolod Tarasevitch imortalizou o sorriso atemporal de uma geração de garotas sonhadoras, sensíveis e revolucionárias.

Por eternizar as mudanças que marcaram o país, Tarasevitch (1919-1998) figura hoje no rol dos fotógrafos mais importantes do período soviético. / Timensk, 1968 Foto: VSEVOLOD TARASEVITCH/MAMM – MDF/RUSSIAINPHOTO.RU

 

 

Nascido em Moscou no início de 1900, Tarasevitch começou sua carreira colaborando nas revistas ‘Smena’ e ‘Leningradskaya Pravda’. / Aula de dança em Norilsk, 1965

 
Nos anos 1940, uniu-se à equipe da agência de notícias Tass / Kirovsk, anos 1950

 
Entre 1941 e 1945, trabalhou como fotógrafo de guerra. / Garotas em alojamento de universidade em Arkhanguelsk, década de 1960

 
Quando a guerra terminou, Tarasevitch começou a trabalhar para APN e a publicar suas fotografias também nas revistas “Sovetsky Soyuz”, “Ogonyok”, “Rabotnitsa” e “Soviet Life” / Moscou, 1963-1964

 
Esta galeria de fotos é uma coleção de imagens tiradas em épocas diferentes e que retratam as mulheres soviéticas em sua vida cotidiana. / Biblioteca de Tiraspol, atual Moldova

 
Tarasevitch foi um dos primeiros fotógrafos soviéticos a fazer fotos coloridas, ainda nos anos 1950 / Nevsky Prospekt, Leningrado (atual São Petersburgo), 1965

 
Suas primeiras imagens coloridas foram exibidas na exposição “Pervotsvet”, na Bienal de Fotografia de 2008 / Toktogulskaya, 1975-1976

 
Entre suas obras mais famosas estão “Dmítri Chostakóvitch” (1960) e a série “Iúri Gagárin em um avião de Kuibyshev [atual Samara] a Moscou” (1961) / Togliatti

 
Sem título, 1972

 
Samotlor, Tiumensk, 1968

 
Garotas rindo, anos 1970

Publicado em Gazeta Russa