Artigos

Avaliação do governo Dilma melhora com horário eleitoral

Renato Rovai Publicado em 22.08.2014

Dilma tem que se preocupar muito mais com isso do que com o crescimento da candidatura de Marina.

A primeira consequência direta dos dois primeiros programas políticos  para presidente da República no horário eleitoral é que a avaliação do governo Dilma teria melhorado o índice de ótimo e bom em diferentes trackings entre 4 e 6%.

Na última pequisa Datafolha, Dilma avançou de 32% para 38% neste segmento. E entrou no que os especialistas consideram a zona cinza da reeleição. Com menos de 35% de ótimo e bom, estudos indicam que o candidato não consegue se reeleger. Com mais de 45%. a reeleição é praticamente certa.

Se Dilma de fato melhorou o sentimento de ótimo e bom entre 4% e 6%, sua avaliação positiva poderia estar entre 42% e 44%. Esse índice já a aproximaria muito de uma condição que praticamente garante a reeleição.

Dilma tem que se preocupar muito mais com isso do que com o crescimento da candidatura de Marina. Candidatos a reeleição disputam muito mais com eles mesmos do que contra o adversário. Precisam convencer as pessoas que fizeram um bom governo e que merecem continuar.

Evidente que a capacidade de articulação e o histórico dos adversários contam muito. Mas eles não são os principais elementos do jogo. A vitória ou a derrota numa reeleição tem muito mais a ver com o julgamento que a população faz do governo em turno.

O marketing de Dilma sabe disso. E por isso está fazendo um programa focado no balanço da gestão. Mostrando o que a presidenta fez. E o que ainda tem por terminar.

Publicado no Blog do Rovai