[email protected]

Carmem Miranda

GALEANO, Eduardo H. Publicado em 13.05.2011

Carmem Miranda

1946
Hollywood

      Toda brilhosa de lantejoulas e colares, coroada por uma torre de bananas, Carmem Miranda ondula sobre um fundo de paisagem tropical de cartolina.
      Nascida em Portugal, filha de um Fígaro pobretão que atravessou o mar, Carmem é hoje em dia o principal produto de exportação do Brasil. O café vem depois.
      Esta baixinha safada te pouca voz, e a pouca voz que tem desafina, mas canta com as cadeiras e as mãos e com o piscar dos olhos, e com isso tem de sobra. É a mais bem paga de Hollywood; possui dez casas e oito poços de petróleo.
      Mas a empresa Fox se nega a renovar seu contrato. O senador Joseph MacCarty denunciou-a como obscena, porque durante uma filmagem, em plena dança, um fotógrafo delatou intoleráveis nudezas debaixo de sua saia voadora. E a imprensa revelou que já em sua mais tenra infância Carmem tinha recitado para o rei Alberto da Bélgica, acompanhando os versos com descarados gestos e olhares que provocaram escândalo nas feiras e uma prolongada insônia no monarco.


GALEANO, Eduardo H. – O século do vento; tradução de Eric Nepomuceno. Porto Alegre, RS: L&PM, 2010. P. 188.