[email protected]

Poeta Thiago de Mello receberá título de Cidadão Paulistano

Cezar Xavier Publicado em 08.04.2016

A Câmara Municipal de São Paulo aprovou nesta quarta-feira, 6, a Outorga do Título de Cidadão Paulistano ao poeta amazonense Thiago de Mello, recém homenageado na Biblioteca Mário de Andrade por seus 90 anos completados no último dia 30 de março.

O poeta Thiago de Mello durante homenagem de entidades estudantis em São Paulo Foto: Everton Amaro

O PDL 6 /2016, do vereador Jamil Murad (PCdoB), prevê a realização de uma cerimônia de homenagem ao poeta, que ainda será agendada pela Câmara Municipal.

A justificativa do PDL, preparado em parceria entre o mandato do vereador comunista e a Fundação Maurício Grabois, destaca que, “conceder o título de Cidadão Paulistano ao poeta Thiago de Mello em seus 90 anos de idade é prestar justa homenagem a um dos mais importantes poetas brasileiros e latino-americanos do século XX e reconhecer o apreço da cidade e do povo de São Paulo pelo poeta da Floresta Amazônica cuja poesia vegetal, solidária e fraterna brotou e vingou em toda a América Latina, particularmente em nossa viva e pulsante selva de pedra”.

No sarau de homenagem, ocorrido no dia 15 de março, o vereador se manifestou sobre a tramitação do projeto e destacou a importância de sua obra:

“Fico muito feliz, porque na minha juventude, quando comprava alguma obra do Thiago de Mello para presentear um amigo, eu nunca ia imaginar que estaríamos juntos nessa homenagem. Sua obra poética, por si só, honra o povo brasileiro ao retratar sua alma. Quis o destino que Thiago além de ser um grande poeta, fosse um poeta completo, porque entrelaçado com o sentimento do povo por uma vida melhor, se sensibilizou com as crianças que passavam fome. Isso, para uma sociedade brasileira tão desigual é muito marcante para aqueles que sonham com uma sociedade de igualdade, solidariedade e mais humana. A outra marca muito importante é que Thiago, nos seus 90 anos, contraria aquela tese de setores conservadores que diz o seguinte: na juventude, o individuo é progressista, depois toma juízo e defende as ideias conservadoras de desigualdade, de privilégio para poucos e sofrimento para multidões. Nos seus 90 anos, Thiago mantém a coerência, sendo exemplo não só para o povo brasileiro, mas para os povos do mundo inteiro”.

Leia abaixo, a justificativa para a Outorga do Título de Cidadão Paulistano a Amadeu Thiago de Mello:

  • “Meu canto nasce do sonho escuro das crianças que dormem com fome, e da minha certeza muito pessoal de que ainda é possível, sim, a construção de uma sociedade humana e solidária no Brasil.”
    Assim se descreve este grande poeta brasileiro - Thiago de Mello.

Nascido em 30 de março de 1926 na cidade de Barreirinha, no Amazonas, tornou-se poeta e tradutor, com títulos vertidos para mais de trinta idiomas. Tem dedicado sua vida e obra à liberdade, à paz e à defesa dos direitos humanos. Sua poesia abrange um arco de ao menos quatro grandes temáticas: a luta por uma sociedade humana e solidária; a integração da América Latina; um tenro lirismo amoroso e a proteção da Floresta Amazônica.

Participou ativamente da resistência ao regime militar. No Brasil foi perseguido, vivendo na clandestinidade, acabando por exilar-se no Chile e posteriormente na Europa, onde continuou em sua luta pela redemocratização do país.

Sua obra é reconhecida internacionalmente.  Seu poema “Os Estatutos do Homem” tornou-se verdadeiro libelo contra as ditaduras que se espalharam pela América Latina nos anos 1960, 70 e 80. Ao menos três gerações de paulistanos declamaram seus versos em eventos universitários, culturais e populares como forma de soltar o grito reprimido na garganta. Suas eternas calça e bata branca se espalharam entre jovens como expressão de simplicidade, paz e desejo de justiça, particularmente nos anos 70 e 80.

Thiago de Mello tornou-se cidadão do mundo, tornou-se cidadão paulistano.

Sua universalidade e importância são reconhecidas por grandes personalidades e intelectuais, entre os quais destacamos Pablo Neruda, Manuel Bandeira, Alceu de Amoroso Lima e Carlos Heitor Cony.

Pablo Neruda descreveu: “Thiago de Mello es un transformador del alma. De cerca o de lejos, de frente o de perfil, por contacto o transperencia, Thiago ha cambiado nuestras vidas, nos ha dado la seguridade de la alegria.”

Manuel Bandeira declarou: “De Thiago de Mello, escrevi uma vez que é grande poeta, um dos grandes de sua geração e de qualquer geração.”

“Thiago de Mello é, sem a menor dúvida, um dos grandes poetas do nosso tempo. E dos mais típicos representantes da chamada ‘geração de 45’”, disse Alceu de Amoroso Lima.

“Comprometido com sua terra e com sua gente, de uma vez por todas Thiago de Mello assume a expressão de um poeta verdadeiramente universal” é o que reconhece Carlos Heitor Cony.

Conceder o título de Cidadão Paulistano ao poeta Thiago de Mello em seus 90 anos de idade é prestar justa homenagem a um dos mais importantes poetas brasileiros e latino-americanos do século XX e reconhecer o apreço da cidade e do povo de São Paulo pelo poeta da Floresta Amazônica cuja poesia vegetal, solidária e fraterna brotou e vingou em toda a América Latina, particularmente em nossa viva e pulsante selva de pedra.